Crônicas

Já vivi demais

Não restam dúvidas que a expectativa de vida está aumentando. Nos tempos dos meus avós não se passava dos cinquenta. Década a década, tempos mudando, vive-se cada vez mais. Torna-se quase comum verem-se velhinhos abengalados, dançando forró, a passos que exigem força nas pernas, grudados às suas senhorinhas, ambos com mais de um centenário. Explicações […]

Continuar lendo